segunda-feira, 23 de maio de 2011

A cobrança abusiva pelos Bancos. Saiba como reduzir juros e impedir taxas ilegais

A posição é da justiça: são abusivos valores cobrados pelos bancos acima da média praticada no mercado. São juros praticados acima do valor permitido pelo Banco Central e cobrança de taxas indevidas ao se contratar um financiamento. 

Nos últimos anos, com a inflação sob controle e a oferta maciça de crédito, os brasileiros se encheram de dívidas. O excesso de prestações, no entanto, começou a comer uma parcela cada vez maior da renda. Com a corda no pescoço, os trabalhadores mergulharam no cheque especial e no cartão de crédito para cobrir os rombos. 

De acordo com o entendimento dos tribunais, taxas para abertura de crédito, emissão de boleto, avaliação de bem e de serviços de terceiros são ilegais e devem ser expurgadas dos empréstimos. O consumidor consegue o ressarcimento em dobro dessas quantias indevidas, conforme o artigo 42 do Código de Defesa do Consumidor (CDC), por configurar abuso e má-fé. Nas operações em andamento, a Justiça manda o banco descontar os valores e recalcular a parcela, que diminui.

O consumidor consegue também reduzir as taxas de juros consideradas abusivas. O entendimento Tribunal de Justiça (STJ) é de limitar esses encargos cobrados pelos bancos à taxa média do mercado divulgada mensalmente pelo Banco Central em seu site. Deve ser aplicado o percentual vigente na data da assinatura do contrato. Os juros médios para financiamento de veículos, por exemplo, estavam em 1,78% ao mês em março de 2010 (23,51% anuais) e, em março deste ano, em 2,20% ao mês (29,86% no ano). No caso de empréstimo pessoal, o percentual médio era de 3,28% (47,28% no ano).

DADO EXPRESSO

Cabe ao julgador limitar os juros à taxa média de mercado para as operações quando, no caso concreto, for verificada a abusividade na contratação”, afirmou ao Correio o ministro do STJ, Sidnei Beneti. Segundo ele, quando a taxa de juros não estiver informada expressamente no contrato recebido pelo cliente, o magistrado também deve determinar a aplicação do percentual médio do mercado.

Já se faz pacífico o entendimento de que taxas que dizem respeito a serviço de interesse do próprio banco não podem ser deduzidas à conta do consumidor, conforme prevê o CDC.

É abusiva, ainda, a inclusão de taxa denominada ‘serviços de terceiros’, se o consumidor não foi devidamente informado acerca de seu conteúdo no momento da contratação (artigo 6º, III, do CDC), bem como se as vantagens aferidas só aproveitam à instituição financeira e à revendedora de veículos”, declarou a Segunda Turma Recursal dos Juizados Especiais Cíveis do DF em julgamento.

Além dos R$ 773,82 a título de “serviços de terceiros”, foram derrubadas ainda as taxas de abertura de contrato (R$ 550) e de avaliação de bem (R$ 199) cobradas pela Aymoré Financiamentos de um morador de São Sebastião que adquiriu um carro financiado. Como ele teve direito à devolução em dobro, a Justiça mandou abater R$ 3.045, corrigidos desde a assinatura do contrato. A Justiça também considera ilegal a cobrança da chamada “comissão de permanência” de consumidor inadimplente, quando cumulada com correção monetária, multa contratual e juros moratórios.


O QUE É POSSÍVEL REVERTER:

Juros abusivos
Conforme jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça (STJ), o teto para cobrança de juros é a taxa média divulgada pelo Banco Central da época da assinatura do contrato.

Capitalização composta de juros
Também conforme entendimento pacífico do STJ, a capitalização composta de juros mês a mês, desde que essa condição esteja expressa no contrato. Caso contrário, a capitalização deve ser simples. O tribunais de segunda instância só têm admitido a capitalização simples.

Taxa de abertura de crédito (TAC)
Em geral de R$ 500, a taxa é ilegal.

Taxa de serviços de terceiros, jurídicos ou simplesmente outros serviços
Valor é variável, pode chegar a R$ 1.000 ou R$ 3.000. Também é ilegal.

Taxa de emissão de boleto (TEC)
Variando entre R$ 3 e R$ 4 por mês, também é considerada ilegal.

Taxas de avaliação do bem e de registro do contrato
Variam de R$ 200 a R$ 1.000 e são consideradas ilegais.

Fonte: CB, em 20/05/2011

561 comentários:

  1. Existe lei que puna os Bancos que cobra taxas de juros abusivas?

    ResponderExcluir
  2. Opa, existe a lei que proíbe a usura (e consequentemente a agiotagem). Além de proibir a usura, a própria lei criminaliza essa conduta. No país, hoje, os juros possíveis são de 1% ao mês, não capitalizáveis. Ocorre que o STF já entendeu que os bancos não participam dessa lei, tendo controle direto pelo Banco Central. E a bagunça está liberada...

    ResponderExcluir
  3. fiz um acordo com a operadora do meu cartão de credito, porem não paguei a fatura referente ao mês de junho. Agora, no mês de julho, recebi uma nova fatura no valor de 195 reais que são a soma da fatura em atraso com a atual mais os juros. Paguei esta bem antes do seu vencimento que seria no dia 14/07 porem quando acessei meus dados pela internet para ver se a fatura já estva devidamente contabilizada no sistema me deparai com uma divida no valor de 335 reais. Sendo que os 195 reais ainda não aviam sido contabilizados.
    Hore recebi 2 cartas do spc que foram postadas no dia 7/7 mesmo dia em que eu paguei a fatura e uma do credcard me cobrando 135 que na verdade são so de juros acrescentados
    A operadora de meu cartão pode fazer isso? Estou me sentindo lesado doutor(a). posso entra com uma acao contra a operadora ? e se poder como devo proceder

    ResponderExcluir
  4. O ideal é procurar um advogado. Se já houver pago a fatura já vencida, o procedimento da operadora é ilegal. Nesse sentido, busca-se a justiça para anular a cobrança, bem como indenizar o dano causado. Abs.

    ResponderExcluir
  5. oi, estou com uma divida no banco de 2700,00 se fosse pagar hoje, mas essa divida esta dividida em 24x de 198,00 mais 12,90 de seguro num sei de que... se eu pagar tudo de uma vez posso pedir a revisão dos juros? eu já paguei 7 parcelas

    ResponderExcluir
  6. Ola Elaine. Acesse a matéria e saiba a resposta sobre sua pergunta: http://cdconsumidores.blogspot.com/2011/06/quitacao-antecipada-de-financiamento.html

    Abs.

    ResponderExcluir
  7. tenho um financiamento de um veiculo no valor de 34.990,00 em 60x de 843,15 que soma um total de 50.589,00 e já paguei 12 gostaria de saber se posso reduzir o valor das parcelas e como faço me ajude por favor.

    ResponderExcluir
  8. Oba...estou com uma duvida Dr. tenho percebido que em minhas faturas esa vindo com um valor R$15,00 Aval.emerg; credito como não sabia do que se tratava..joguei no google para entender...entrou pag...reclame aqui...la diversas pessoas estão com o mesmo problema...e pelo que li este valor esta sendo cobrado devido ultrapassar limite...Cmo assim Dr???eu so usei o limite uma vez em julho com compras parceladas em 12 vzs, este valor esta sendo cobrado ja pela 3a fatura...sera que vou ter que pagar este valor equivalente as parcelas do cartão(12)???ligo neste Banco é uma burocracia pra atender...passa pela (Uira) atendimento eletronico....ninguem merece...cmo trabalho fica dificil esta indo ao banco esclarecer melhor...por gentileza me de um parecer e o que devo fazer pra evitar tal abuso,tal ladroagem,???

    Sem mais
    Atenciosamente

    Sônia Fernandes...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sonia, aconteceu o mesmo comigo, liguei na operadora do cartão e pedi o estorno dessa taxa e que não quero avaliação de credito, ate porque quando estoura o limite simplesmente o cartão não autoriza a compra e pronto.
      Eles extornaram na mesma fatura a vencer.

      Excluir
  9. Ola, Sonia. A taxa é ilegal e abusiva e se não reclamar eles cobram mesmo. Certamente, uma simples ligação no SAC deles faz com que cesse a cobrança e que ocorra o extorno.

    Todavia, se isso ainda não ocorrer, reclame para o Procon e para o Bacen. Isso deve ajudar. Abs.

    ResponderExcluir
  10. boa tarde professor
    1- cartão de credito- ao olha meu extrato da fatura do cartão de credito, observei juros errados, e ao entrar em contato com o banco , eles realmente viram o erro de aproximadamente 400 reais, mais eu já paguei e ele apenas vão estornar na próxima fatura.
    perguntei se me deveriam me paga também juros, encargos ou mora ou me devolver em dobro, ele me ligaram depois que incomodei com vários Email, dizendo que era norma do banco central, banco central e banco central, só sabe fala isso, e não tinha mais nada acrescentar , apenas estornar
    o que o senhor sugeri.

    2- financiamento de veiculo- meu veiculo custava 37900 reais, financiei total , ficou em 48 vezes de 1319,55 reais, e paguei também um taxa de 1300 reais, que seria embutido no financiamento, e ainda falei que não, que eu pagaria isso a vista e disseram que não tinha jeito, e li o contrato, mais se eu quiser o carro e minha esposa estava gravida, tive que aceitar o que estava escrito e ainda falei se era ilegal cobra juro composto, pois que eu saiba é juro simples, ai falaram que não tinha este conhecimento. mesmo lendo o contrato e discordando de algumas coisas, não tem jeito, eles não refazem, o vc quer ou não quer.
    o que devo fazer.
    grato

    ResponderExcluir
  11. 3-consorcio - fiz dois consórcios no ano de 2006, um na honda e um na trescinco mato grosso, na honda paguei apenas 260 reais e na trescinco aproximadamente 700 reais, e neste ano de 2011, a honda devolveu 172 reais e a trescinco quer me devolver apenas 85 reais. solicitei extrato do que estavam me cobrando e disseram que eu tinha que fazer uma carta e reconhecer firma e enviar a eles e depois eles mandariam, para fazer o consorcio eu não reconheci firma, e o 0800 é para resolver isso, pois no fazem mil e uma perguntas.
    alegaram que eu tinha um seguro embutido, e isso eles não devolveria e eu falei que tudo bem, desde que seja cobrado apenas os meses que eu paguei, e nem sei o que era e pra que este seguro.
    o que devo fazer.

    ResponderExcluir
  12. 1 - O estorno deve vir devidamente corrigido, sob pena de enriquecimento ilícito da financeira. O BC e a justiça são pacíficos nisso. Recomenda-se que receba o que a financeira propõe e, se tiver forças, corra atras do montante que lhe é devido.

    2 - Contrato com clausula abusiva deve ser tratado na justiça. Lá as clausulas serão tratadas como nulas, trazendo o equilíbrio do contrato novamente. Nesse sentido, junte as provas cabíveis para uma possível ação judicial.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, gostaria de saber sobre este assunto, se é verdade que os juizes a partir destes dias, pararão de dar procedencia nestas causas? pois minha sogra fez um financiamento e como natural vieram clausulas abusicas, ela entao entrou na justiça e na audiencia de conciliação fizeram uma proposta e ela não gostaria de aceitar e esperar a sentença do juiz, porém a advogada dela disse q seria bom aceitar pois daqui uns dias os juizes não darão mais procedencia nestes tipos de causas e então estamos na duvida. Somos do Paraná. obrigada desde já.

      Excluir
    2. Desconheço essa de que "daqui uns dias" sem uma devida justificativa. Para mudar o entendimento da justiça deve haver primeiro uma fundamentação válida, o que não vislumbro que ocorrerá "daqui uns dias". Abs

      Excluir
  13. olá, eu tenho CDC´s pelo Banco do Brasil, gostaria de saber se tem como eu reduzir a prestação que me é cobrada?

    ResponderExcluir
  14. Ola, Rafael, casos assim merecem uma análise mais detalhada, impossível de ser feita via Blog. Abs.

    ResponderExcluir
  15. boa tarde,
    teno um empréstimo com o BB em 72x de 286,38, já paguei 24, no total financiei 8,066 e já paguei 7159,5, será que posso reduzir o valor das parcelas?

    ResponderExcluir
  16. Ola, mara. Casos assim são bem específicos e demandam análise mais detalhada, impossível de ser feita via Blog. Abs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa Noite, obrigada pela atenção, mas por favor verifique para mim se e certo eu pagar durante 09 meses R$1020,99 de juros.olha só em 02/02/11 meu saldo devedor era de R$ 7.583,72 e em 30/11/11 o meu saldo devedor era de R$ 7.365,70, quem eu posso procurara para me informa sobre isso?sabendo que esse empresto foi consignado.

      Grata

      Excluir
  17. O caso é, no mínimo, insinuante. O interstício 9 meses de pagamento era para ter diminuído mais o saldo devedor. Empréstimos e financiamentos contam com a base da tabela price. Pesquise sobre essa tabela e verifique se seu caso incide sobre ela (muito provavelmente sim). E se incidir, é cabível uma revisão sobre os valores pagos, para que sejam abatidos os juros e o saldo devedor, na sua proporção.

    Mas, como dito, sem a análise de contrato e extratos é impossível de ser feita uma análise mais detalhada via Blog. Abs.

    ResponderExcluir
  18. Boa tarde.

    Tenho um contrato com a BV financeira e no pacote veio um seguro em caso de desemprego o seguro pagaria 06 parcelas do contrato, acabou que precisei acionar o seguro mas ainda não obtive retorno, a BV diz que não pode fazer nada, pois a seguradora que e a responsável, nisso já se passaram 04 meses, já voltei a trabalhar, mas como faço? eu parei de pagar o empréstimo fiz certo? tenho direito aos 04 meses do seguro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola, não compreendi direito o caso. Mas certamente se o seguro acobertava o sinistro, deverá cobrir (com ressalva de prazo de espera contratual e inadimplência registrada). Consulte um órgão de proteção ao consumidor, tal qual o Procon ou a defensoria pública de sua cidade. Abs.

      Excluir
  19. Boa tarde!

    Comprei um bem em 10x no cheque na BV, por motivo de doença parei de pagar com isso os cheques voltarão, agora quero pagar, a BV me fez uma proposta(boletos) de um novo contrato, mas só vão me devolver os cheques a medida que eu for pagando os boletos, e certo? e seguro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde. Um novo contrato (nova proposta) diz respeito a uma nova dívida, com novos prazos, ainda que sejam as mesmas partes. Então, requer novo prazo de vencimento, sem contagem de juros e demais consectários. Nesse sentido, a não devolução dos cheques - que se referem à dívida antiga - é ilegal e abusivo. A medida não será segura, pois já apresenta atos de irregularidade e abusividade. A prática pode ser denunciada junto ao Procon e ao Bacen. Abs.

      Excluir
  20. Boa tarde, Dr.!

    Estou com uma dívida no banco Itau do ilime.Ainda hj consultei o SPCeSERASA, lá consta R$ 2.293,00, porém eles me enviam cartas para negociação no valor de 24 x R$ 167,66. Iste tipo de negociação é correto? Gostaria de saber qual o valor que eles poderiam cobrar, só para ter uma idéia para negociar com eles.

    Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola, Débora. O Serasa/SPC não envia carta de negociação. Se for o próprio banco que envia a carta de negociação, eles podem fazer do modo que melhor convir, desde dentro da lei (juros, atualizações, etc.). Ou seja, o valor que pode ser cobrado deve vir nestes parâmetros, lembrando sempre que negociação envolve o querer e aceitação das duas partes. Abs.

      Excluir
  21. Bom dia.
    Tenho duvidas sobre o financiamento do meu veiculo:

    os dados do meu financiamento
    Valor financiado: 21.200,00
    Valor da prestação: 676,70
    TAC 330,00
    Outras taxas:3.375.27
    Quantidade de parcelas 60

    os dados da minha dívida atual calculados
    Valor total da dívida: R$ 40.602,00
    Parcelas abertas: 29
    Juros contratado mensal: 1,7674 %
    Juros contratado anual: 23,3969 %
    Valor pago até o momento: R$ 20.977,70
    Valor ainda devido: R$ 19.624,30
    Taxa de juros a aplicar % 1,77

    Sendo que se for efetuado o calculo da divida pelo sistema LEGAL(GAUSS) Temos:
    Valor total da dívida: R$ 33.738,24
    Total devido: R$ 16.306,82
    Saldo devedor R$ 14.207,18
    Saldo devedor atualizado: R$ 10.660,90
    Prestação descapitalizada: R$ 562,30
    Prestação recalculada: R$ 445,84

    Temos embutido no valor do financiamento o valor 766,83R$ de tributo (que tributo seria esse?)
    Serviço de terceiros 2.544,00R$ (eu estou pagando pelo serviço da loja?)
    Tarifa de Cadastro 330,00R$ (estou pagando ao banco para fazer meu cadastro e pagar o meu veiculo?)
    Registro 34,44R$ (já não deveria estar embutido na tarifa de cadastro?)
    Serviço recebido p/ parcela 3,90 (seria esse o preço do boleto?)

    ResponderExcluir
  22. Baseado nas informações acima você acredita que devo entrar com uma ação contra o banco por juros abusivos e cobrança de taxas proibidas por lei?
    Estaria por alto certo os cálculos?
    Realmente foi cobrado juros sobre juros neste contrato?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Baseado nas informações acima, nota-se algumas cobranças indevidas, conforme foi informado no post. A cobrança pode e deve ser feita administrativamente, antes de tudo.

      A cobrança de juros compostos deve ser averiguada por um profissional competente para valor oficial. Nesse sentido, impossível uma resposta certa e confiante a nível de blog. Abs.

      Excluir
  23. De qualquer modo gradeço a sua atenção!

    ResponderExcluir
  24. Boa noite,
    Em 2007 devia ao B.Brasil 27.000,00 quiseram fazer um acordo onde o valor inicial era de R$34.932,29 dividido em 61 meses com juros: TR + 1,3 a.m + 16,77% ao ano não aceitei em 2009 a operação estava em 49.714,62 com os encargos de 1,00 a.m e + TR + Taxa Efetiva de 12,68 a.a.Partindo do meu débito primário (27.000,00) esses valores cobrados estão certo, tanto as taxas aplicadas como o valor inicial cobrado 49.714,62? eu posso entrar com uma revisão partindo do valor "devido" 27.000,00?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A revisão contratual parte do princípio que alguma cláusula é abusiva ou foi violada. Nesse sentido, deve-se verificar junto a um especialista de contas (contador) se as cobranças e incidÊncias são justas. Por isso, impossível uma análise mais detalhada via blog. Abs,

      Excluir
  25. Boa tarde,

    Tire uma duvida, eu tenho um carro e ele esta com parcelas em atraso, já fiz um refinanciamento uma vez, agora tento fazer um acordo com o banco e nada, posso pedir um novo refinanciamento é certo? o banco pode fazer?

    Grata
    Mary

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, você pode pedir e, sim, o banco pode fazer. Procure ver as vantagens disso antes de fechar negócio. Abs.

      Excluir
  26. Bom dia,

    Muito obrigada pela sua atenção.

    Abs.
    Mary

    ResponderExcluir
  27. Bom dia!
    Por favor preciso tirar uma dúvida.
    Tenho um financiamento na BV comprei um carro em 2010 (0 KM) á vista ele custaria R$30.000,00 mas fiz o parcelamento em 60x772,15 e ficou á prazo 46.329,00 ouvi alguns comentários de pessoas que estão conseguindo reaver esse juros abusivos que inclusive já receberam esses valores dos juros, como posso proceder para saber se posso reaver esses juros cobrados pela financeira?
    Me ajude por favor.
    Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é simples conseguir abaixar os juros por meio de ações revisionais. Muitos dos casos que você ouve é de origem oportunista. Existem, sim, casos de pessoas que conseguem abaixar os juros. Mas cada caso é um caso. E para dar maior informação sobre o seu, necessário dados mais completos, impossível de ser feito em sede de blog. Abs.

      Excluir
  28. ola fiz um finaciamento de um fox 2004 de 22.000,00 dei 7.000 de entrada finaciando 15.000,00 em 48 de R$ 560,00 ocorre que todo mes pago com 40 dias de atarso e eles me cobram 670,00 o que faço estou desesperada me ajude por favor!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola, anônima. Casos assim merecem análise mais profunda, com mais informações, o que impossível um nível de blog. Tente pagar as parcelas sem o atraso. Abs.

      Excluir
  29. Estou precisando que a financeira envie o contrato detalhado do financaimemto do carro que adquiri para fazer revisão de valores qual o caminho que devo seguir.

    At.

    Ricardo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O caminho é simples: basta ligar no SAC da sua financiadora e pedir o contrato. As opções são via email ou via carta postal. Se houver recusa ou morosidade, cabível reclamação ao procon ou ao BACEN. Abs.

      Excluir
  30. Olá
    Meu marido financiou um veiculo no valor de 23.400 em setembro de 2010 no valor de 666,oo reais em 5 anos. Acontece que quando ele comprou o veículo a gente só namorava, ele não tinha maiores compromissos financeiros, só que depois engravidei e fomos morar juntos, o que passou a apertar no bolso, as parcelas foram ficando atrasadas sempre pagavamos uma e ficavamos devendo 2, e a prestação de 666 a gente pagava cerva de 750 reais, após ler vários artigos e nao aguentar mais a ligações do banco, propus que fizessemos um acordo com as parcelas em atraso, já que não era lucrativo para o banco vir buscar o carro e nem para nos ficarmos com o nome restrito, a atendente da consultoria propos que parcelassemos as duas parcelas em atraso, como não tinhamos saída optamos por isso, fizemos um novo refinaciamento, de 666 reais vamos pagar 700,06 em 42 vezes (para começar a pagar dois meses depois agora dia 28 de julho) que é a quantidade de parcela que falta pra pagar, será que o banco não está cobrando muito juros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O banco sempre visará o maior lucro possível. E o meio de conseguir isso é com base nos juros e no pagamento de parcelas a perder de vista. Sempre que o banco vislumbrar que o cliente tem meio de pagamento, irá insistir em negociar a dívida a maior.

      Quando vê que o cliente beira a insolvência, faz acordos baratos para pelo menos receber algo da dívida. Não indico aqui que vocês procedam com a insolvência, explico apenas o cenário corrente.

      Os juros abusivos já foram tratados no artigo do post. Se o considera abusivo, entre com uma ação revisional de contrato. Abs.

      Excluir
  31. Olá DuduH.
    Eu errei gastei muito e fiquei com divida no banco. Como cheguei a um ponto de não conseguir pagar minhas contas fui ao banco negociar (de acordo com a proposta da gerente, se eu fizesse a "opção formal" por receber nesse banco, teria minhas dividas renegociadas com valores menores). Chegando lá a proposta não foi nada atraente, não renegociaram nada, mas como eu não tinha o que fazer no momento para pagar o que devo, aceitei por hora a "negociação".
    Resumindo, ao todo minha divida é de R$6.301, 94 ( isso já cheia de juros abusivos), eles parcelaram esse valor em 36x que era o máximo possível, a divida foi para R$ 16.280,64. Não achei nada correto esse valor e gostaria de auxilio no caminho que devo tomar para rever issoe pagar o que devo com justiça.
    Desde já agradeço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O banco sempre visará o maior lucro possível. E o meio de conseguir isso é com base nos juros e no pagamento de parcelas a perder de vista. Sempre que o banco vislumbrar que o cliente tem meio de pagamento, irá insistir em negociar a dívida a maior.

      Quando vê que o cliente beira a insolvência, faz acordos baratos para pelo menos receber algo da dívida. Não indico aqui que vocês procedam com a insolvência, explico apenas o cenário corrente.

      Os juros abusivos já foram tratados no artigo do post. Para rever isso, indico entrar com uma ação revisional de contrato. Abs.

      Excluir
  32. boa tarde, contratei na caixa uma cartão construcard no qual tive que depositar R$500,00 referente a abertura de conta e quando questionei me disseram que esse valor seria revertido em um seguro, quero saber se isso é legal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As poucas informações postadas não são suficiente para analisar o caso. Enfim, aparenta venda casada, o que, se for o caso, é ilegal. Veja seu contrato e saiba o destino dessa verba. Abs.

      Excluir
  33. Bom dia.
    Tenho duvidas sobre o financiamento, fiz um emprestimo na caixa e o paragrafo 2 sita que: o custo efetivo total é cauculado considerado o limite de credito descrito no caput desta clausula, taxa de juros pactuada neste instrumento de 1,98% ao mes, tive que abrir uma conta corrente e fazer um deposito no valor de R$ 500,00 que não foi incluido no contrato feito, quero saber se esse juros de 198 ao mes não é ilegal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saiba a que se destina esse depósito, se tem relação com o serviço prestado. Caso contrário, será ilegal (e aparenta ser venda casada). Juros abusivos são analisados caso-a-caso, o que impossível de ser feito via blog, por demandar maiores informações. Abs.

      Excluir
  34. Bom dia.

    Não recebi a fatura do cartão de crédito e consequentemente ela não foi paga no vencimento. Ocorre que além do juros estão me cobrando IOF de financiamento e juros de financiamento, sendo que a multa por atraso e os juros de mora somam cerca de 150 reais enquanto esse tal de financiamento ta chegando sozinho nos 850 reais. Agora pergunto, que financiamento é esse? Eu não autorizei financiar nada. O que fazer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há uma briga em quem deve arcar com o atraso por falta de entrega: ou o banco por nao enviar, ou o cliente consumidor porque poderia pedir por outro meio. Ocorre que, se deixar correr, os bancos apostam na culpa dos consumidores. O atraso na fatura do cartão causa incidência de juros e correções, mais multa contratual. O que passar disso é cobrança abusiva e ilegal.

      Ligue para o SAC de seu cartao e tire a história a limpo. Se nao for resolvido, reclame para o BACEN e recorra ao judiciário. Abs

      Excluir
  35. Oi bom dia Dr. Eduardo! Me chamo Lene moro aqui em BSB também.Preciso que me tire uma dúvida urgente!! Comprei um carro em 2009 na época com "IPI REDUZIDO", e contrato (PROPOSTA) assinado em branco para depois chegar pelo CORREIO. Hoje mais madura e estudando Direito percebi que caí numa grande roubada. Nossa como me sinto lesada e injustiçada. O carro de +- R$ 26.000,00 SOMANDO TUDO vai para 40.000,00 sem contar que me cobraram todas as taxas ilegais possíveis.No contrato simularam uma entrada de R$ 3.000,00 elevando o valor do carro para quase R$30.000,00. Me esforço o limite para não atrasar nenhuma. pois sei que se atrasar não consigo pagar jamais. A minha dúvida é: mesmo sem as prestações atrasadas, tem como fazer uma revisional do meu contrato. Aguardo retorno. P.S PARABÉNS PELO BLOG

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi Lene, sua pergunta corresponde ao meu caso tbm... no meu contrato tem uma "entrada de R$ 6.600,00" q nao ocorreu.. isso quer dizer entao q estou pagando ainda mais ?!!? to loca.. como ja fui roubada !! é cobrança d taxas q sao ilegais... cobrança d avaliaçao emergencial d credito.. mas, agora vou atras d td esse dinheiro.. se é meu direito quero d volta !!
      e boa sorte pra nós pq a burocrasia é d fazer a gente quase desistir!!

      Excluir
    2. Pontuou bem, Kerolen. A burocracia nos faz desistir. Mas no fim o direito é sem garantido via de regra.

      Excluir
    3. Mesmo sem as prestações atrasadas tem com fazer a revisional do seu contrato. Abs

      Excluir
  36. Livia .A.P
    Boa Tarde!!! tenho uma divida no banco Bradesco S/A, que seria de R$1.800,00. ja tem uns 3 anos, e agora fui ao banco tentar acertar e me falaram que minha divida esta em torno de R$ 6.000,00, o gerente me informou que para quitar teria que pagar R$ 4.800,00 , que quitar esta divida somente pelo que devo sem juros é possivel este negociação.....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola, Livia, aproveite essa chance que o banco dá. É raro! Abs

      Excluir
  37. tenho uma divida de 14.000.00, o banco quer me cobrar 72x de 760,00. gostaria de saber se eu posso entrar com processo contra o banco, para pedir redução de juros?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode sempre que achar que os juros são abusivos. Abs

      Excluir
  38. Tenho um CDC no Banco de 31.000,00 paguei 12.000,00 e consegui um empréstimo da margem consignada em 23.000,00. porém, o Banco não aceitou o valor que eu propus pagar, pois o saldo devedro está em 28.000,00!!! Preciso de uma orientação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você tentou fazer a quitação antecipada, esta deve vir sem as taxas, juros e correções. Se esse é o caso, sugiro uma consignação em pagamento. abs.

      Excluir
  39. Doutor, completando a informação acima. Propus ao Banco para quitar o valor de R$ 23.000,00 porém o Banco não aceitou. O que devo fazer?

    ResponderExcluir
  40. Doutor,

    Fiz um empréstimo CDC no Banco do Brasil aproximadamente em janeiro de 2010, no valor de 9 mil reais. O pagamento é debitado todo mês em minha conta corrente no valor de 595 reais.
    Eu refinanciei a dívida em novembro de 2011 e o banco não me passa NENHUMA informação do empréstimo antes do refinanciamento, no extrato só vem o desconto, não especifica qual parcela estou pagando e nem quantas falta para pagar.
    Procurei uma agência do banco do Brasil, mas eles só me passam a informação das parcelas pagas e que ainda faltam 13 parcelas para pagar;
    Antes do refinanciamento ninguém me passa quanto eu paguei e quantas parcelas paguei.
    Um exemplo dos juros abusivos:
    Mês 04 de 2012 paguei 592,31 R$ sendo 481,02 é parcela´( Capital) e 111,29 de juros
    Mês 05 de 2012 paguei 592,31 R$ sendo 464,80 é parcela´( Capital) e 127,51 de juros
    Mês 06 de 2012 paguei 592,31 R$ sendo 449,13 é parcela´( Capital) e143,18 de juros
    Mês 07 de 2012 paguei 592,31 R$ sendo 433,98 é parcela ´( Capital) 158,33 de juros
    A ÚLTIMA PARCELA DO FINANCIAMENTO SERÁ DE 277,89 E 314,42 DE JUROS
    Tentei pagar as parcelas restante a vista 7.200 reais, mas eles só querem
    descontar mil reais, dizem que tem de pagar taxas etc...
    Sinto-me prejudicado pela falta de informação do banco referente ao meu empréstimo e MUITO PREJUDICADO PELA taxa de juros altíssima, abusiva..
    Falta de respeito com o correntista. Eu preciso de uma solução urgente!
    Atte.

    Eng.º Othon de Carvalho
    Email othon.engenharia@live.fr
    Cel: (61)-8144-9367 Tim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A solução para o seu caso é saber pelo contrato o que você está pagando. Se isso não for te mostrado, cabe ação para que o juiz exija a informação. A partir dai, você providencia as medidas cabíveis. Abs

      Excluir
  41. gostaria de quitar meu finaciamento, se eu quitar tudo o banco tira o juro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, tira. Trata-se da quitação antecipada!

      Excluir
  42. Ola, leia nossa matéria a respeito: http://cdconsumidores.blogspot.com.br/2011/06/quitacao-antecipada-de-financiamento.html

    ResponderExcluir
  43. Bom dia espero que vc meajude leia o email que eu ti enviei obg.

    ResponderExcluir
  44. Meu caso um pouco inusitado,tenho conta no bradesco mas ano passado fiquei desempregado fui mandado embora sem justa causa me pagaram tinha um saldo de 3.200 e fui zerando a conta debito e credito que tinha então sem mais nem menos cancelaram meu cartão então resolvi ver o porque ? A caixa disse que eu tinha uma cobrança do fone facil uma de 1.970 dia 24/01 e outra 25/01,mas eu não sabia e nem devia pediram para eu fazer uma declaração de proprio punho dizendo que não tinha, então seria encaminhado para uma pesquisa e nada agora descobri que meu nome esta no S.P.C e a dívida ja passa dos 6.700, fui novamente ao banco um cara da administação disse para eu aguardar mais uns 10 dias e que se fosse em um advogado ele não iria tentar resolver e agora ? Espero ou tento ir na Defensoria Publica ? peço uma orientação ok ? Grato

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vá ao advogado. Isso mostra a má vontade de querer resolver seus problemas. Até porque a ida ao advogado não necessita ser revelada ao banco. Tudo em seu momento certo. Abs

      Excluir
  45. Comprei um carro e acho que eu pago acima do valor que deveria ser cobrado
    Um uno 2007\2008 4 portas o veiculo está parcelado em 60 vezes
    de 665,00 comprei o carro no més de novembro de 2010 . Gostaria de ter um orientação Grato

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para saber sobre jutos e taxas ilegais no contrato deve ser feita análise minuciosa, impossível via blog. Procure o procon de sua cidade ou a defensoria pública. Abs

      Excluir
  46. doutor boa noite meu nome e juliana fiz um financiamento de veiculo no ano de 2010 um vectra gls ano 97 valor de tabela 14,900 mil financiei em 48* de 414,00 ms para financiar este veiculo dei de entrada 4,500 o valor total do financiamento e de 19.872,00 paguei 14 prestações estou cm 6 vencidas fui na financeira tentar fazer um refinanciamento pois tive problemas de familia e acabei atrasando estas prestações o gerente da financiadora me tratou muito mal pois eu expliquei para ele o ocorrido que perdi pai e mãe no mesmo mes tive que ficar sem trabalhar pois tenho um comercio então tive que fecha-lo para resolver estes problemas pois meus pais moravam no rio de janeiro i eu moro em são jose dos campos sendo eu a filha mais velha e meus 2 pais enternados eu que resolvia os problemas ,por este motivo tive que fechar meu comercio e ficar no rio para resolver estas tristezas o gerente me disse por estes motivos que vc tinha que ter reservas já que vc e autonoma ms eu tinha tive que gastar pq tive muitos gastos ,ele ainda me disse que eu desque eu comprei o veiculo eu sempre paguei atrasado,eu sempre paguei atrasado mais pagava as prestações ele foi totalmente ironico ainda perguntou si eu era funcionaria da gm pois a gm esta para sair de são jose e os funcionarios vão ficar desimpregados eu achei aquilo um absurdo me senti um lixo então eu falei para ele si poderia fazer entrega amigavel ele disse que sim isso foi numa terça quando foi na quarta ele mandou alguem verificar o veiculo e quando foi 19hs ele mandou buscar o veiculo pois bem ele levou o veiculo sem me dar um papel provando que a entrega foi amigavel ,levou o carne e até agora já se faz 7 dias uteis que eles não entram em contato comigo pedi o contrato ms eles até agora não me passou descobri que os 4,500 que eu dei ficou para o lojista então fica a pergunta para que eu dei os 4,500 si não entrou cm entrada oque eu posso fazer me oriente por favor...

    ResponderExcluir
  47. eu preciso saber si foi cobrado juros abusivos neste contrato me ajudeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee estou perdida...juliana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para saber sobre jutos e taxas ilegais no contrato deve ser feita análise minuciosa, impossível via blog. Procure o procon de sua cidade ou a defensoria pública. Abs

      Excluir
  48. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  49. PARABÉNS SEU BLOG É MUITO INTERESSANTE!!!

    ResponderExcluir
  50. A verdade e que a medida que os bancos foram perdendo causas, eles estão cada vez mais atenciosos em relaão a essas taxas

    ResponderExcluir
  51. Estou com uma parcela atrasada com venc. 25/07 tem 21 dias de atraso, e ja esta na maos do advogados o valor da parcela real e de 2230,00, so que eles querem q pague a parcela ate o dia 17/08 no valor de 2658,00, achei um absurdo mais de 400,00 em juros. estava querendo pagar, depois de liquidar todo o carne queria abrir um processo para reaver os juros cobrados. Sera q posso fz isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro que pode. Todo valor pago a mais deve ser ressarcido. Fique atento ao desconto que existe quando o pagamento é antecipado. O banco é voraz e qualquer atitude preventiva é o mais indicado! Abs

      Excluir
  52. É aconselhavel parar de pagar uma renegociação se por causa do atraso de 19 dias em uma parcela o banco (BB) duplicar o valor da divida?
    Faltam 3 parcelas para terminar a divida 4770,00
    Pelo atraso de 19 dias houve quebra contratual e o valor agora é 10.200,00 pois alegam que perdi o desconto do banco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aconselhável não é. Parar de pagar a dívida é o mesmo que inadimplir o contrato. Logo, estará sujeito a suas sanções. Todavia, observe se as sanções impostas serão abusivas ou onere excessivamente o contratante.

      Os juros punitivos e a multa de mora tem limites fixados em lei. Abs.

      Excluir
  53. Bom dia, queria saber aonde posso encontrar na jurisprudência a afirmação da ilegalidade da taxa de cobrança de avaliação do bem.

    Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No site do Tribunal de Justiça da sua cidade certamente irá encontrar (consulta jurisprudencial)! Abs.

      Excluir
  54. amigo na verdade queria saber, o seguinte peguei 4500,,,no banco de emprestimo e olhando bem agora vou pagar 9983,,40 centavos,,,isso seria uma cobrança ilegal?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hipoteses assim sinalizam juros abusivos. Mas somente uma analise mais detalhada para saber de fato, o que impossível via blog. Abs.

      Excluir
  55. financiei um carro de 12 mil reais com 60 parcela de 389.90 q da total 23mil trezentos noventa quatro reais vc acha cer mais no dei entrada vc acha consigo reduzir

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É possível brigar pela redução, mas maiores detalhes de seu caso somente com análise do contrato, via impossível pelo blog. Abs.

      Excluir
  56. estou com um problema serio,fiz um emprestimo no banco azveqta para pagar as parcelas por semana,acabei atrasando 4semanas, fui pagar e me cobraram 280 as quatro semanas,paguei duas semanas e ficou duas semanas,sei que o juro vai subir mas ainda,sem contar que todos dias eles vem na minha casa me cobrar e diseram que a lei acoberta eles.queria pagar por mes mas eles diseram que eu tenho que paga as quatro semanas atrasadas e pagar mas quatro semanas adiantadas,oque devo fazer?queria saber qual os meus direitos neste caso...se tenho algum,não sonego a divida quero e vou pagar mas eles tem o direito de vim me cobrar todos os dias,e ainda me cobrar juros tão autos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O CDC diz que o credor pode cobrar suas dívidas, mas deve ser de maneira respeitosa, obedecendo inclusive os finais de semana e tempo de descanso do consumidor.

      Diz o art: Na cobrança de débitos, o consumidor inadimplente não será exposto a ridículo, nem será submetido a qualquer tipo de constrangimento ou ameaça.

      Quanto a forma de pagamento, o que vai reger o modo é o contrato. Caso esteja com problema, tente negociar ou, melhor, contratar alguém que negocie em seu nome. é o modo mais fácil de se tratar do assunto. Abs

      Excluir
  57. Estou com um problema com o Bando Bradesco.
    Estou com parcelas de empréstimos atrasadas e além das parcelas ejuros, estão cobrando mora de até 300, 00 reais por prestação atrasada!!
    O que faço?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se a cobrança é ilegal ou abusiva, alerte o BACEN e o PROCON de sua cidade. Mais que isso, é possível a busca pelo judiciário. Leia nossa materias acessando:

      http://cdconsumidores.blogspot.com.br/2012/06/consorcio-financiamento-e-suas-taxas.html

      Excluir
  58. Sei que não é muito sua área, mas o que você indica fazer no caso de a pessoa ter feito um cdc de 80 mil reais, ganhando 3 mil e pouco (sim, isso aconteceu!), e, logo após, devido a problemas de depressão, ter jogado tudo "fora" em coisa de 5 meses... E agora, a coisa já vai pra mais de 100 mil de cobrança... Empresa terceirizada pelo BB ameaçando entrar com ação de cobrança, mesmo sabendo da condição de desemprego, estudante... e a depressão piorando. É bem nítido o absurdo dessa situação.

    O que você aconselha?! Eles vão entrar com a ação. Não seria melhor entrar primeiro?! Que tipo de ação?!

    ResponderExcluir
  59. (continuando acima)

    eu tinha seguro de vida. ai cancelaram sem nem avisar.
    eu pagava todo mês 1800, no débito automático. nunca atrasou!
    agora, colocaram meu nome no spc, serasa. e me perseguem.
    esse tipo de ação já foi antes pleiteada ou é muito inusitado o que venho falar?! será que dá pra ganhar? o que eu faço? tá complicado! não posso mais fazer nada!!!

    ResponderExcluir
  60. não tenho dinheiro pra nada. como faço para conseguir um advogado? sou estudante!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu caso é muito delicado e merece a análise mais profunda, por um profissional que cuide dos problemas, sob pena de maior embaraçamento. Se nao tem como contratar um advogado, procure a defensoria pública de sua cidade. Abs

      Excluir
  61. Boa tarde! Gostaria que me tirasse uma dúvida: no ano de 2011 tinha uma conta corrente com um limite x. Não estava verificando por meio de extratos se tinha débito com o banco. Emprestei umas folhas de cheques para terceiros, e o que acontecia é que por exemplo, se havia compra de 150 reais, eles depositavam 100 reais. Todo mês o banco cobria os 50 reais que faltava. Como não acompanhava por meio dos extratos, acabou que fiquei devendo 740, 33 centavos para a Caixa Econômica Federal. Ontem fui tentar negociar a dívida e descobri que estou devendo 1.400 reais. Ou seja, a dívida dobrou durante esse periodo. Perguntei a moça de lá quanto de juros estavam sendo cobrados, mas ela nao soube ou nao quis me explicar. Só falou que eram juros ao dia. Gostaria de saber se isso é certo, se há algum site que informe essas taxas de juros (já que nao consegui encontrar o contrato com o banco) para que eu possa calcular e saber se esse valor está certo. Desde já agradeço a disponibilidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O banco tem o dever de te mostrar o contrato e uma planilha de cobrança que estava sendo feita. Sem ela nao tem como voce averiguar se a cobrança esta sendo justa. Procure o procon de sua cidade e reclame. Abs

      Excluir
  62. fiz um emprestimo na crefisa ha mais de um ano. o valor foi de pouco mais que 340 reais, e todo mes a empresa desconta no meu pagamento do banco quase 70 reais . sera que a empresa esta correta em descontar tudo isso ? popis so nos descontos eu ja paguei mais do um emprestimo .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vide seu contrato. Ele estabelece o valor a ser pago e quais as taxas e juros que estão embutidos. Abs

      Excluir
  63. Tenho um finaciamento de veiculo(CDC)porem no contrato com o bamco, está como debito altomatico na minha conta corrente.
    Tive um descontrole finaceiro e atrazei uma parcela, com isso o banco bloqueou
    a conta.Eles podem fazer isso?
    tenho uma conta salario na qual e transferido para a Corrente, desta forma eles pegam todo o meu salario.
    solicite para a gerente cancela a transferencia altomatica da conta salaria, mas ela disse que nao pode cancela.Sei que que devo pagar, mas não desta forma.

    por favor tem alguma coisa que posso fazer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O desconto em débito é diferente da consignação. Se realmente for desconto em débito, o próprio sistema permite que você cancele. Mas se tratar de consignação em folha, somente a empresa pode liberar o desconto.

      Caso esteja sendo lesado, busque o procon e, alternativamente, a justiça para fazer cessar o dano. Abs

      Excluir
  64. Olá boa tarde, preciso urgente de uma orientação. Meu nome é Renata, sou funcionária pública (professora) efetiva em 2 cargos e tenho um empréstimo enorme no Banco do Brasil só que a prestação está muito alta e estou ficando sem meu salário. Neste mês de setembro a prestação caiu após o pagamento e utilizei o salário,pois havia contas pendentes e eu não tinha mais a quem recorrer nem o que fazer, sendo assim, ficou o débito das prestações e estou desesperada porque o banco alega que não tem como negociar nem diminuir porque bloqueou tudo. Só que se meu salário cair no 5º dia útil de outubro ficarei sem nenhum dinheiro porque vai cobrir o saldo devedor e cobrar a do mês corrente. Fui 1º no juizado de pequenas causas, mas eles me informaram que lá teria que ser somente algo que o juiz tivesse que julgar e me orientaram para ir até o Procon, então fui até o Procon, eles ligaram para ver se havia alguma negociação mas nada e alegaram a mesma coisa. Estou em pânico porque tenho contas a pagar e o banco não quer negociar. Pagarei com louvor sim minhas prestações, mas ultrapassou demais os 30% do meu salário e preciso de uma negociação para acertar minha vida financeira.
    Os valores são os seguintes:
    Um empréstimo no valor de R$ 67.114,63 com prestação no valor de R$ 1.187,34
    Outro empréstimo no valor de R$ 53690,00 com prestação no valor de R$ 1.265,00
    e outro de R$ 5.000,00 com prestação de R$ 134,00.
    Os dois maiores fiz em 96 vezes. O 3º 72.
    Meu salário total somando os dois é de R$ 3.800,00
    Estou em pânico e não sei o que fazer e gostaria de sua orientação. Por favor se tiver uma saída que saiba ou algum órgão que eu possa procurar, ou outra coisa a fazer ,me informe, pois preciso resolver isso antes do 5º dia útil. Muito obrigado pela atenção e aguardo resposta.
    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola, no seu caso específico, sugiro que procure a defensoria pública de sua cidade e conte a mesma história. Juridicamente ele saberá o que fazer, de forma que sobre seu salário para, no minimo, cumprir com as despesas existencias do mes.

      Mas desde já, em se tratando de empréstimos financeiros, sugiro não atrasar as parcelas, na medida do possível, para que os juros e multas não façam de sua situação uma bola de neve. Abs

      Excluir
  65. COMPREI UM CARRO POR LEASING EM 2007 E ESTOU PAGANDO QUASE O DOBRO DO VALOR. O CARRO SAIU POR 18.800 E ESTOU PAGANDO 60X DE 500 REAIS. TOTALIZANDO 30.000 POSSO IR NO BANCO RECORRER DE JUROS ABUSIVOS? OU NÃO TENHO O QUE FAZER E SIMPLISMENTE PAGAR.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os juros abusivos são caracterizados se cobrados maior que a média praticada no mercado no momento da assinatura. Vide no que consiste os valores de sua parcela, consultando seu contrato. Casos assim requer analise profunda, impossivel de ser feita via blog. Abs

      Excluir
  66. DuduH,
    Tenho dois casos para consulta (1- financiamento veículo Banco Fiat) e 2- pagamento parcelado cartão de crédito (Santander).
    Como faço para entrar em contato com o Sr. para realizar análises dos casos?
    Att,
    Marcio P. Carvalho
    portcar@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode entrar em contato pelo Telefone, que fica na parte "quem eu sou" do Blog. Cel 8402-0567

      Excluir
  67. DuduH,
    Tenho uma pendência com o Banco Santander, eles me ligaram para fazer um acordo, fiz e paguei duas parcelas, mas passando 10 dias da 2º parcela, a mesma me ligou dizendo que eu não honrei o acordo e que me incluiria meu nome no Serasa/SPC, fui conferir e vi que as duas parcelas pagas não entraram no sistema fui atrás do banco e eles me falaram que iam resolver, esperei...
    Passando 3 meses me informei com o PROCON o que eu deveria fazer e me pediram que eu enviasse uma carta ao banco, e até agora nada, o que devo fazer agora, tenho que entrar com alguma ação contra o banca?

    Obrigada,

    Débora Lins

    debora.lins4883@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola, Debora. Você não mencionou se o banco efetivou sua inscrição no SPC. A ideia do Procon de enviar uma carta ao banco seria também minha sugestão. Inclusive, faça isso antes de pensar em entrar na justiça. Muna-se de todos os documentos para que o sucesso seja certeza. Envie a carta com registro de recebido (AR). Abs

      Excluir
  68. Financiei um veiculo, onde dei uma entrada de 10.000,00 e parcelei 10.500,00, sendo que ficou para ser pago em 48 parcelas de 341,01. A minha dúvida é em relação as tarifas que foram cobradas, não sei se é legal ou ilegal. Tarifa de Cadastro: 695,00 e Tarifa de Avaliação do bem: 295,00.
    Se essas tarifas forem indevidas qual é o procedimento para eu reavê-las, posso entra nas pequenas causas?
    Luiz
    Email. cerqueira_68@hotmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola, sua resposta está em nosso post. A respeito, leia a materia cliclando em

      http://cdconsumidores.blogspot.com.br/2012/06/consorcio-financiamento-e-suas-taxas.html

      Excluir
  69. Boa noite, usei um cartão de crédito e por não conseguir pagar as prestações, o banco me ligou para fazer um acordo. No total eram R$11.000,00 de dívida. E a proposta do banco foram 52 parcelas de R$770,00 o que dá no total um valor de RS40.040,00. Na hora eles me fizeram tanta pressão que essa seria a única forma de acordo e que o nome iria para o SPC e Serasa que nem fiz as contas e fui obrigada a aceitar. Já tentei ligar outras vezes pra pedir a revisão desse valor, pois é praticamente o triplo do valor devido, e eles dizem que não tem como. Estou na 12ª prestação e não estou aguentando mais pagar, pois é quase meu salário descontado. Esse juros é abusivo? Antes de entrar com uma ação judicial devo ir ao Procon? por favor me ajude no que achar ser o caminho mais rápido! obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mel. Pegue seu contrato e boletos, se houver, e leve ao procon de sua cidade. Peça para eles elaborarem uma planilha de cálculo, que é feita por contador. A partir dai será auferido se os juros são abusivos e poderá entrar com total confiança na justiça.

      Não deixe de pagar as parcelas, se possível. Os juros são enormes e tendem para a bola de neve. Abs

      Excluir
    2. muito obrigada! farei isso com certeza!! Abs!

      Excluir
  70. Boa noite, meu pai fez um empréstimo no banco itau de três mil e oitenta reais parcelados em 48x188,00 ele já pagou dois anos totalizando 4,512 e ainda falta mais dois anos o valor triplicou, tem como ele fazer alguma coisa pros juros abaixarem. Pois eu achei isso um absurdo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, pegue seu contrato e boletos, se houver, e leve ao procon de sua cidade. Peça para eles elaborarem uma planilha de cálculo, que é feita por contador. A partir dai será auferido se os juros são abusivos e poderá entrar com total confiança na justiça.

      Não deixe de pagar as parcelas, se possível. Os juros são enormes e tendem para a bola de neve. Abs

      Excluir
  71. olá,temos conta corrente a 18 anos no mesmo banco,toda vida sendo lesados por juros abusivos,isso sem contar juros de cdc que dx a gnt de cabelo em pé e ainda mais gerente do banco forçando a fazer seguro de vida sem a gnt querer,minha pergunta....dentro desses 18 anos posso entrar com ação para requerer o que tomaram da gnt através de juros?é uma causa ganha? outra pergunta quando for quitar o cdc nós podemos negociar cm advogado pra pagar somente o que é o justo? e pra finalizar podemos ser forçados por gerentes de banco a fazer seguro de vida sem a gnt querer? posso entrar cm ação tmbm sobre a gerencia a respeito disso? obgdo
    aguardo retorno

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola, não tente processar o mundo, rs! O que for justo e de direito, certamente será ganho. Se houver juros abusivos, os últimos 5 anos pagos podem ser pedidos para restituição. Não é causa ganha. Se for quitar o CDC, você deve pagar só o que é devido, por consequencia, o justo. O banco não pode te forçar a nada. Somente diga não à proposta. abs

      Excluir
  72. Olá amigo! Primeiramente parabéns pelo blog.
    Consultei um advogado sobre um contrato de financiamento que tenho c/ o banco Itaú, e ele me disse que consegue seguramente uma redução de 5.000,00 no meu financiamento. Mas a minha dúvida é a seguinte, se eu entrar c/ esta ação pra reduzir os juros, eu ficarei c/ o nome "sujo" no banco? Será que o Itaú vai algum dia me emprestar mais um realzinho se quer?
    Antecipadamente grato pela resposta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Veja, Ton, hoje em dia os bancos não tem essa de perseguir quem tenta pagar o justo. Clientes primes, que pagam em dia sua conta, mantem aplicações, renda alta, banco nenhum nega. Ao revés, buscam manter maior relacionamento com eles, oferecendo juros menores, atendimento prioritário.

      Agora, o cliente de risco, inscritos no SPC/SERASA, emissor de cheque sem fundo, divida atrasada, os bancos normalmente já negam crédito.

      Vide nosso post: http://cdconsumidores.blogspot.com.br/2012/10/saiba-como-bancos-decidem-se-clientes.html

      Seja qual for seu caso, o tipo de cliente que es que define se haverá ou não empréstimo em qualquer banco. Cabe lembrar, por fim, que a inscrição nos cadastros de inadimplentes é utilizada pelos bancos em consultas de empréstimos. Se mesmo conseguir uma liminar para retirar o SCP/SERASA, seu nome ainda pode estar inscrito no banco de dados do BACEN, motivo pelo qual muitos tem nome limpo judicialmente e tem o crédito negado. Mas como disse, são clientes que continuam em lista dos mal pagadores e pertencem a um grupo de risco. Abs.

      Excluir
  73. Bom dia doutor!
    Estava devendo o especial do banco e resolvi parcelar e cancelar o mesmo. Fui até minha gerente e ela me ofereceu um empréstimo. Na hora ( eu que estava enroladíssima em dívidas, e com muita pressa para ir trabalhar, aceitei) em casa percebi que os juros estavam altíssimos (mais ou menos 5,7% ao mês)e liguei para o banco para tentar desfazer o contrtato. Tive a informação de que não poderia desfazer, visto que parte do valor havia sido utilizado ( utilizei para pagar o especial e cancelar o mesmo). Conclusão: Gostaria de saber, como faço para diminuir os juros da minha parcela?
    Por favor, estou desesperada!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu caso é muito corriqueiro e não envolve apenas uma revisão contratual. Envolve, acima de tudo, uma organização financeira. Se quer rever os juros da sua dívida, cabível uma ação de revisão de contratos, mas não quer dizer que a redução é garantida.

      Uma opção administrativa e renegociar a dívida, dessa vez de forma calma e pensada, com os dados e custos na ponta do lápis. Um empréstimo que quita outro empréstimo, se compensar.

      Outra opção é se valer da portabilidade da dívida, muito pouco conhecido pelos consumidores, mas de grande valia para essas horas. Abs

      Excluir
  74. olá DuduH, td bem? Meu caso é o seguinte, tenho um financiamento de um veículo pela BV Financeira, quero quitar o contrato antecipadamente mas na quarta-feira passada, o meu saldo devedor era de aproximadamente R$ 17.750,00 e hoje qdo solicitei o saldo devedor era de R$ 18.070,00. Não entendi o aumento e a justificativa da atendente foi que se tratava de descapitalização. O meu contrato está pago em dia, essa informação procede? Caso eu quite o contrato hoje, posso recorrer na justiça ou no PROCON qto aos juros abusivos e o valor dessa quitação antecipada, pois não há negociação para o saldo devedor pago a vista.
    Parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Quest,

      O pagamento antecipado é um direito do consumidor, garantido pelo próprio CDC. Em contratos de financiamento eles cobram uma espécie de taxa de antecipação, o que é ilegal. A esse respeito, leia nosso post:

      http://cdconsumidores.blogspot.com.br/2011/06/quitacao-antecipada-de-financiamento.html

      Por fim, é correto a correção diária do saldo devedor, tendo em vista que o juros é pro rata die. Isso quer dizer que todo dia tem a incidência de juros e correções. Resta saber se eles estão procedendo a correção de forma lícita e conforme os padrões determinados e justos.

      Caso encontre algum erro ou resistência, pode recorrer a justiça e ao procon. Abs

      Excluir
  75. Me chamo Maria,etenho pago juros de cheque especial a mais ou menos uns tres anos, para o bradesco,agora chegou num pnto que não consigo mais pagar, é algo em torno de 15.000,00, por mes so de juros. A pergunta é: tem como eu rever todos os juros que ja foram pagos?O que tenho que fazer, o banco pode negativar meu nome no momento em que iniciar este processo.Sou do ramo de transporte e preciso do meu nome para trabalhar.Aguardo resposta.
    Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Maria. O banco pode negativar seu nome sempre que você estiver inadimplente com suas contas. Juros do cheque especial não são possíveis de ser reavidos, salvo se cobrança ilegal ou descumprimento contratual, o que nessa situação geralmente não é comum, mas nao impossível.

      Uma saída é optar o cancelamento do cheque especial, quitando a dívida restante com outro empréstimo de juros mais baixo, tal como emprestimo pessoal ou consignação em folha de pagamento. Abs

      Excluir
  76. boa noite dr. estava com uma divida no cartão de credito peguei um emprestimo,comecei a pagar, mais quando nao pude foi debtado do meu limite e isso virou um novo juros,fi um novo emprestimo p/ quitar o lis e novamente paguei 4.000 e nao conseguri pagar o resto e as outras parcelas foram pro lis de novo,sendo que esta sendo um juros sobre juros.pq tive que fazer uma negociação pq não podia ficar com nome sujo, e o valor que devia era 5.200,00 virou 10x 1.098,00. devo ir na defensoria pra verificar revisão de contrato?
    são juros abusivos correto?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Juros são averiguados em cada modalidade de crédito. No Brasil, o cartão rotativo e o cheque especial sao de longe os mais altos, nem por isso abusivo. Vá a defensoria para saber o que pode ser feito. Abs

      Excluir
  77. olá boa tarde! tenho um cartão de credito no qual eu devia 500 reais em janeiro parcelei ele em 24 vezes de 52 reais que dá 1248, fora os juros que eu pagaria se atrasasse, pois bem eu acho que é abusivo, eu quitei ele em abril pois fiquei desempregada, falei direto com a gerente que fez toda a negociação, mas ela não me deu comprovante de nada, nao sei se esqueceu ou oque, eu lembro exatamente que entreguei nas maos dela o dinheiro o valor de R$ 696 que era o valor de quitação do cartão naquela data...meses depois disso eu achando que estava tudo certo, ligaram do banco p q eu pagasse a fatura do cartão que estava em 110 reais, eu fui no banco pois ja tinha pagado, a gerente com quem fiz o pagamento esta de licença e a outra gerente disse que realmene eu teria q pagar esse valor, mas que era a ultima parcela que constava no sistema, pois bem, paguei...dois meses depois novamente ligam me cobrando, levei o comprovante do ultimo pagamento que fiz de 110 reais e falei com a gerente de novo, ela disse que no sistema constava mais uma fatura de 119 reais e que essa sim era a ultima, detalhe que nesse tempo nao chegou fatura alguma pra mim...agora 7 meses depois que eu quitei chegou uma fatura no valor de 191 reais liguei na central da visa p saber o que esta acontecendo e desseram que não existe nada no sistema que eu tenha pago os 691 reais em abril, mas no banco me deram um papel no qual consta o seguinte: valor quitado em 24/04/2012 cartão de credito R$691,56...isso vale como prova de que paguei? ela não me deu nada de comprovante e no dia eu nem me dei conta disso, e o que faço, pq cada vez que eu ia no banco pra saber o que estava acontecendo eles me diziam : essa é a ultima fatura que consta no sistema... e nunca é a ultima

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Procure o que ja foi pago e o que realmente falta pagar. Confronte o documento pego com o que você já tem. Se houver cobrança a mais voce tem o direito ao ressarcimento em dobro. Peça a planilha de cálculos de sua divida para o gerente. É dever do banco fornecer-la. Sua recusa é crime e pode ser causa de danos morais. Abs

      Excluir
  78. Dr. Eduardo, minha mãe em um momento de necessidade e desespero. Fez um empréstimo pessoal com desconto em folha de pagamento, porém a instituição credora não disponibiliza a taxa de juros a ser cobrada. Funciona mais ou menos assim, eu te empresto, mas não falo quanto cobro, se quiser é assim.
    O empréstimo foi no valor de 2.997,00 com 45 dias para começar a pagar e em 7X, hoje foi debitada a primeira parcela que foi no valor de 895,00.
    Para mim isso é uma agiotagem legalizada.
    Certamente entrarei com uma ação devido a cobrança abusiva de juros e, além do mais se os cálculos foram feitos pelo valor líquido do hollerith as parcelas comprometem mais de 50% do salário.
    O que você tem a dizer sobre isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola, Anônimo. Várias análises precisam ser feitas. Primeira é se o emprestimo pessoal foi feita com financeira ou banco. Segundo os cálculos com os dados que se tem (valor do empréstimo, número de parcelas e valor da primeira parcela) para se ter noção do "buraco" que ela entrou. Terceiro, sua mãe assinou algum documento? Saiu sem nenhuma via? O que comprova a relação entre eles?

      Dessas análises haverá uma resposta inteligível, o que não ouso fazer sem elas. Abs

      Excluir
  79. Boa tarde,

    Estou pensando em fazer o famoso cartão da Construcard (CEF) porém quando fui até à agência para verificar documentação, eles me informarão que teria que pagar uma taxa de R$ 30,00 para análise de crédito, e mais R$ 300,00 para abertura de conta.
    Gostaria de saber se isso é correto, ou ocorre algum "tramite"


    Att,

    Renata Souza

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em princípio são taxas consideradas ilegais, todavia a taxa para abertura de conta eu nunca tinha ouvido falar. Inovação no mercado ou não, faça um consulta no procon ou uma busca no site do BACEN. Estarei me atualizando sobre isso em breve. Abs

      Excluir
  80. Eduardo, boa tarde. Eu peguei um emprestimo de 61.500,00 reais no banco com um juros de 3,3% ao mes divididos em 48 prestações de R$ 2780,00 reais. Já paguei 14 prestações e fui a banco na semana passada para quitar o emprestimo. Me disseram que o saldo devedor está em R$ 59.000,00 reais. Isso é possível? Tudo que paguei não abateu em quase nada o saldo devedor? O que devo fazer?

    Muito obrigado CARLOS HENRIQUE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Possível é. O contrato deve ser analisado, tendo em vista que o saldo devedor seu é altíssimo. Para saber o que aconteceu, peça a planilha da dívida, de obrigação do banco mostrar.

      Veja os índices efetivos aplicados, tipo de tabela utilizada, bem como eventual cobrança indevida. A partir dai, se algo estiver ilegal, busque o procon da sua cidade ou a justiça. Lembre-se que quem quita antecipadamente tem direito ao abatimento de juros e demais acréscimos vincedos! Abs

      Excluir
  81. SETOU DEVENDO 14.000 AO BANCO COMO FICARIA A NEGOCIAÇÃO ELES LEVAM ENCONTA A RENDA DA PESSO QUE ESTA FAZENDO A NEGOCIAÇÃO?????

    ResponderExcluir
  82. Boa noite,

    Sempre paguei a fatura do meu cartão em dia. Mês passado (outubro) precisei pagar atrasado, porém paguei o TOTAL da fatura com 9 dias de atraso. Esse mês (novembro), a fatura veio com juros de mora e multa por atraso, e disso não reclamo. Acontece que eles cobraram R$ 110,00 de "juros de financiamento"!! Entendo que o financiamento ocorre quando pagamos o valor mínimo ou menor que o total da fatura, coisa que eu não fiz. Gostaria de saber se essa cobrança de juros de financiamento é legal.

    Agradeço desde já!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São vários os juros que podem ser cobrados no cartão rotativo. Para uma resposta idonea, deveria saber qual seu plano de cartão e o que ele cobra. Vide a cartilha que vem junto com a conta mensal, lá diz os juros incidentes. A partir dai, veja se não há nenhum abuso ou ainda um juros cobrado a mais ou indevido. Abs

      Excluir
  83. Boa tarde, gostaria de saber se posso entrar com uma ação revisional de contrato de financiamento de veículo. A situação é a seguinte: R$8000,00 financiados em 48 vezes de 365,81, o valor total dá R$17500,00! É mais que o dobro! Acredito que possa recorrer, só não sei como iniciar... Eu posso dar início no processo sozinho? Ou é necessário o acompanhamento de um advogado? Aguardo uma posição.

    Atenciosamente,
    Rafael Martines da Silva.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode sim entrar com uma ação revisional. Poderia iniciar o processo sozinho se estiver discutindo o valo maximo de 20 salarios minimos. Passou disso, como é seu caso, deve haver o acompanhamento de um advogado. Abs

      Excluir
  84. Boa tarde!
    Gostaria de saber como resolver pendência com cartão de crédito pelo banco SANTANDER que já tentei duas renegociações e, devido a não ter entendido direito o acordo feito, pois pensava q com a renegociação, q tinha valor muito alto, já estava quitando todo o débito do cartão. então quando chega a fatura vem o acordo feito e mais acobrança de outras dívidas, então, mais uma vez, renegocieiei e não estou podendo assumir compromisso. Recentemente recebí uma cartinha do Serasa Experian dizendo q a instituição credora (Banco Santander S/A) solicitou meu nome junto a referida instituição. O que fazer? Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A renegociação de uma dívida tem caráter novatório. Isto é, exclui-se a primeira e cria-se a segunda. Não pode haver renovação com a manutenção da dívida primária.

      Neste sentido, se houver tal situação procure imediatamente a justiça, de modo que faça valer o acordo da renegociação e a proibição de negativar seu nome. Abs

      Excluir
  85. Boa tarde Dr.

    Estou pretendendo comprar um carro zero Nissan e fui na concessionária para negociar, o preço a vista do carro R$ 43.300,00, pretendo dar de entrada R$ 14.000,00 sobrando um saldo para financiamento de R$ 23.300,00 em 36x, a concessionaria me ofereceu nessas condições uma taxa de 1.19 am com uma prestação mensal de R$ 1.133,57, cheguei em casa e comecei a pesquisar descobri um site http://www.simuladoresdefinanciamento.com/dicas-sobre-financiamento/simulador-de-financiamento-de-veiculos/ para calcular o juros e para minha surpersa descobri que na verdade estavam me cobrando 1,91am. voltei na concessinaria levei os prints da tela impresso com a prestação correta que era R$ 1022,00 já com o IOF imbutido, sem o IOF ela cai para R$ 1005,00, chegando lá me enrrolaram daqui me enrrolaram dali e baixaram a prestação para 1.077,00, ai fui apertando e me disseram que é o maximo que eles conseguiriam porem me dariam o protetor de carter e os tapetes de brinde, questionei sobre as taxas que poderiam estar me cobrando como a TAC, tarifa de emissão de boleto, comissão de terceiro, tarifa para quitação do bem uma vez que escolhi fazer CDC, etc.. eles disseram que cobram sim e não tem jeito, tenho que pagar e se quiser depois entro na justiça para reaver porem se fizer isso alertaram eles que nunca mais terei credito na praça, agora vem as minhas perguntas.
    1- eles podem fazer isso, quer dizer estão me enganando na cara duro...somei essa diferença as parcelas e ainda irei pagar mais de R$ 2.000,00 isso porque consegui que baixassem s não estaria pagando o dobro.
    2- se eu exigir bater o pé e ir até o fim como devo estar protegida para que eles façam valer o juros real que estão me oferendo, quais as medidas devo tomar?
    3- eles podem se negar a vender o carro depois de todas essas exigências?
    4- sei que o IOF tenho que pagar porem posso optar em pagar a vista ( a parte do financiamento)


    ainda não fechei nada com eles apenas preenchemos uma ficha e meu esposo assinou porem não assinei contrato e nada (tenho em mãos uma copia do contrato porem não está preenchido, mas tem as clausulas para analise), não quero ter dor de cabeça la na frente quero que meu direito seja cumprido antes da compra não quero ter que acionar justiça para reaver..se posso evitar tudo isso antes.

    obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola, me identifiquei muito com esse post, pois é exatamente o que aconteceu comigo nesse mês que quis trocar de carro. Existe uma diferença entre a taxa efetiva (real) e a taxa nominal, no qual está incompleta. Falta com má-fé quem vende a taxa nominal querendo mostrar que a taxa é efetiva. Mas é um lance muito comum no mercado. A presença dessas taxas ilegais no contrato é outra coisa muito comum, e você não consegue comprar se não aceitá-las.

      Reavê-las na justiça não causa, em regra, negação do crédito em praça. Hoje em dia os bancos não tem essa de perseguir quem tenta pagar o justo. Clientes "primes", que pagam em dia sua conta, mantem aplicações, renda alta, banco nenhum nega. Ao revés, buscam manter maior relacionamento com eles, oferecendo juros menores, atendimento prioritário.

      Agora, o cliente de risco, inscritos no SPC/SERASA, emissor de cheque sem fundo, divida atrasada, os bancos normalmente já negam crédito.

      Vide nosso post: http://cdconsumidores.blogspot.com.br/2012/10/saiba-como-bancos-decidem-se-clientes.html

      Seja qual for seu caso, o tipo de cliente que es que define se haverá ou não empréstimo em qualquer banco. Cabe lembrar, por fim, que a inscrição nos cadastros de inadimplentes é utilizada pelos bancos em consultas de empréstimos. Se mesmo conseguir uma liminar para retirar o SCP/SERASA, seu nome ainda pode estar inscrito no banco de dados do BACEN, motivo pelo qual muitos tem nome limpo judicialmente e tem o crédito negado. Mas como disse, são clientes que continuam em lista dos mal pagadores e pertencem a um grupo de risco.

      Enfim, respondendo suas perguntas:

      1- Eles podem fazer isso, mas não deviam; muito menos ameaçar com a falta de crédito caso entre na justiça.
      2- Você está numa negociação de um veículo. Por se tratar de um contrato de adesão, não tem como bater o pé e fazer valer os juros reais nesse primeiro momento. Ou se adere aos termos dele (e ai a sua negociação para tentar abaixar), inclusive com as taxas ilegais, ou não fecha negócio.
      3- Não pode pagar o IOF a parte, que é imposto já retido no financiamento.

      Dica, por fim, é tentar fazer um financiamento com seu banco. Leve a proposta que você teve para seu gerente e tente negociar um preço melhor. Por já ser cliente, você foge de algumas taxas ilegais, tais como a TAC, comissão de terceiro, etc. É justamente o que eu fiz!

      Abs.

      Excluir
  86. Bom dia!

    Olhando em meus extrats bancários, relacionado aos juros de contacorrente.
    Deixei minha conta negativa por 3 dias e a cobrança do juros referente foi que nem se eu tivesse deixado a conta no negativo por um periodo de 1 mês, estou acahando isto abusivo. Sendo que a taxa de juros é dada como mensal de 9,25%.
    Saberia me informar qual a lei que rege este tipo de cobrança? Ou me dar alguma dica.

    diogoschiessl@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como se trata de bancos, o ideal é conferir o contrato de empréstimo e financiamento para saber como está sendo tratada a questão da taxa de juros, se pro rata die ou não. Abs

      Excluir
  87. olá dr,tenho um problema...fiz um emprestimo de 5,000.00 para pagar 36x340,00..estou pagando,mas fazendo as contas axei os juros mt alto.o q devo fazer??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Juros altos o Brasil sempre teve. Os juros abusivos que não são permitidos. Assim, você deve comparar os juros compactuados no seu contrato com os juros médio praticado no mercado. Se tiver superior, pode entrar com uma ação de revisão de juros. abs

      Excluir
  88. Bom dia, Doutor...

    Estou com uma duvida: Em se tratando de parcelamento de saldo devedor de cartão de crédito, gostaria de saber qual a média de juros aplicada pelo mercado, realizei pesquisas e pude concluir que apesar do entendimento que a taxa não poderia ultrapassar o limite de 12% ao ano isso não seria aplicado as administradoras de cartão de crédito pois não se trata de instituição financeira, nesse caso como posso saber se o juros aplicado não é abusivo, foi realizado o parcelamento de um débito de fatura de cartão de credito que de acordo com a calculadora do cidadão implicaria em 3,45% ao mês de juros podendo chegar ate a 45% ao ano.Em todas pesquisas q realizei informam que deve ser realizada a aplicação da média de mercado porém não consegui encontrar qual é essa média e o que é razoável para essa cobrança, pois estou achando essa aplicação de juros abusiva. O cartão é o da bandeira visa e visa internacional.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O cartão de crédito não obedece essa limite de 12% a.a, entendimento já pacificado pelos nossos tribunais. Para saber o juros médios do rotativo do cartão, procure a informação do Banco Central (BACEN), no link relacionado a taxas e financiamentos. Lá mostra quinzenalmente as taxas dos bancos e a média do mercado. Abs

      Excluir
  89. boa noite doutor eu fiz um emprestimo no banco itau no valor de 600,00 reais e retirei o lins no valor de 180,00 reais ha 9 anos atras e eles estao me cobrando hoje o valor de 24.000.00 mil reais e eu gostaria de saber se tem como o banco abaixar os juros ja cheguei oferecer 2.ooo.oo mil reais . Eles nao aceitaram . Eles estao certos? qual e o valor que eles deviam me cobrar pela minha divida e onde eu posso recorrer . Obrigado doutor que DEUS continue te abençoando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você fez um emprestimo há nove anos atrás? Qual a data do vencimento deste empréstimo? Dívidas com mais de 5 anos vencidas são prescritas, isto é, não existe mais a obrigação de pagar.

      Excluir
  90. Gostaria de saber se está certo. Fiz um emprestimo de R$ 3.150,00 em 36 vezes, na época não parei para fazer as contas. Mais fazendo as contas no final dos 36 meses ou ter pagado mais de 3 vezes o valor que eu peguei. Isso não é considerado abusivo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim. Nesse sentido, busque a revisão de seu contrato. Abs

      Excluir
  91. boa noite dr obrigado eu fiz um emprestimo no banco itau no valor de 1.000.oo reais e peguei o lins no valor de 300.00 faz 8 anos so q o ano passado tentei fazer um acordo para pagar so q nao consegui pagar o acordo porq eles cobraram 12x de 300.00 reais mesmo assim a divida pescreve? tendo 8 anos ou a divida volta ativa por eu ter tentado fazer o acordo? boa noite doutor q DEUS continue te abençoando

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A renovação de dívida prescrita a revalida. Se seu acordo teve caráter renovatório, vocês fez nascer nova dívida. Todavia, você pode impugnar os juros e demais taxas. Abs

      Excluir
  92. BOM DIA,,,, FIZ UM FINACIAMENTO DE 60X SEM ENTRADA,,,,AS PARCELAS 777,00 DEPOIS DE ALGUMAS PARCELAS PAGA ESTOU TENDO DIFICULDADE PARA PAGAR AS DEMAIS ,ENTREI EM CONTATO COM AFINACEIRA BV MAS ELES ALEGA QUE NÃO TEM ACORDO,,,FUI TBM EM LOJAS AUTORIZADAS DA BV,,,FUI INFORMANDO QUE AS TAXA QUE ME COBRARAM FOI A MAIS ALTA,,MAS ELE NÃO DAR UMA SOLUÇÃO, PARA QUE NÃO DEIXO DE PAGA!!!
    QUE DEVO FAZER?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entre com uma ação de revisão contratual. Nela haverá o momento certo para essa solução.

      Excluir
  93. Bom dia, em 2009 fiz um Leasing com a Santander Financiamentos, o valor foi de R$ 21.000,00 e ficou em 60 parcelas de R$ 596,60, depois de 29 pagas foi feito um acordo e devolvido o bem, mas agora eles querem me cobrar R$ 10.744,16 alegando Saldo Devedor, como proceder neste caso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Peça o contrato do financiamento junto com uma planilha de custos da dívida. Após compare e saiba se sobrou saldo devedor, bem como a legalidade do procedimento. Abs

      Excluir
  94. Doutor, bom dia !

    Por favor, tenho dois Construcards na Caixa que consultei a situação no mês 09 para quitação. Neste mês a situação estava assim:
    Um Construcard foi feito com 60 parcelas de R$ 535,00 e outro com 60 parcelas de R$ 396,00.
    No mês 09, para quitar o saldo devedor do primeiro ficava em R$ 12280,12 e do segundo Construcard em R$ 9608,48, totalizando o valor de R$ 21888,00 para pagamento a vista(quitação). Porém, se eu continuar pagando as parcelas, pagarei R$ 24206,00. Minha pergunta é, esta diferença é muito pequena, eles não tem que tirar mais juros para a quitação ?
    Muito obrigado e aguardo seu retorno.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que vai mostrar o quanto tem que tirar é o disposto no contrato (sistema utilizado) e a planilha de custo do financiamento. Peça ela de forma detalhada e veja quanto de juros deve ser abatido. Abs

      Excluir
  95. olá quero saber algo eu atrasei 3 meses da parcela do meu cartão que no daria o valor de R$96,00 AS 3 parcelas mais eles estão me cobrando mais 300 reais esta certo? ou nao e como faço pra recorre?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antes de querer recorrer tem que se estudar o valor real da dívida. Verifique o juros incidente no atraso mais multas que foram aplicadas. O uso do crédito rotativo é seguido de juros altos. Abs

      Excluir
  96. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  97. Olá, por favor, gostaria de saber se procede tanto assim a cobrança de um banco, meu marido fez um emprestimo em um banco no valor de R$2.500 em março de 2012 e agora quer pagar o que deve e o banco esta cobrando R$6.000???? podemos concluir que há juros abusivos?? E não aceitaram a proposta feita de ser pago R$ 3.000 !! O que fazer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem que saber o que compõe esses 6 mil. Peça a planilha de calculo para a financeira. Logo após saiba o que e se foi abusivo. Abs

      Excluir
    2. ok, obrigada! Faremos isso certo! Abs

      Excluir
  98. tenho carro financ. paguei 24x 770,76, porem esse ano tive problemas na familia, saude do meu pai, q chegou a falecer e agora minha filha esta com diabete militius tipo 1, com isso minha esposa teve q sair do emprego para cuidar dela. minha renda diminuiu muito e nao estou aguentando pagar as parcelas . liguei na bv financeira antes de vencer a primeira parcela e disse q nao podia refinanciar a veiculo para ficar a parcela menor. consigo algum desconto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola, mas qual é a dúvida? Deseja abaixar a parcela?

      Excluir
    2. sim , desejo baixar a parcela, pois preciso do carro.
      fiz em 60x 770,76
      falta 36x
      e o bv nao quer renegociar e alongar as parcelas com valores menores. quanto a doença, so eu q estou trab. e estou recebendo em carteira r$ 990,00. temos algun direito (pais)

      Excluir
  99. Boa Tarde!
    Eu fiz um financiamento de um veiculo em 12/2011, e o financiamento saiu o total de 22,000 mas depois de entregar todos os meus documento para aprovação o vendedor da loja me informou que o financiamento só seria liberado se eu incluisse um seguro que seria embutido nas parcelas do meu financiamento, o que deu no total de 60x500,00.Eu gostaria de saber com você se eu teria como cancelar esse seguro e se foi correto a financiadora (Aymoré) ter me obrigado a fazer essse seguro para conseguir comprar o carro.Muito Obrigada e aguardo seu retorno.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem como cancelar esse seguro tranquilamente. A prática é considerada extremamente abusiva e de amplo conhecimento dos órgãos de defesa do consumidor. Trata-se de venda casada, que se condiciona a compra de um produto mediante a compra de outro.

      Acuse essa prática, que é criminosa, e peça todo o ressarcimento já pagos em razão do seguro. Abs

      Excluir
    2. Obrigada pela resposta, irei procurar meus direitos!

      Excluir
  100. BOA NOITE...
    Olha estou com uma divida de 5.448.00 pedi pra fazer um parcelamento o banco me cobrou 12 x 761.48,00 qe dá 9.137.76.00 já paguei duas não consigo mas pagar não cabe no meu orçamento decidi ir pro órgão de defesa ao consumidor,vc acha que estão cobrando juros abusivos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os juros abusivos são auferidos em comparação com o praticado em mercado. para saber dessa informação, necessário consultar o contrato de financiamento e compará-lo com a taxa do mercado, dovulgada no site do BACEN. Procure esses dados. Abs

      Excluir
  101. Boa tarde, nunca prestei atenção em minha fatura, pois como meu credito é baixo, eu nem ligava muito, mas este mês resolvi abrir uma e ver detalhadamente, como meu limite de cartão é R$300, automaticamente se passar disso o banco não deveria autorizar a transação, mas não é isso que vem acontecendo, entrei em minha conta na internet e puxei os extratos desde o começo do ano, vem cobrado AVAL. EMERG. CREDITO, eu não me lembro de solicitar este serviço, e quando fiz o cartão me falaram que se passar do limite o cartão não autorizaria a tranzação, agora pergunto: Esta certo este desconto? Não é mais facil eles subirem meu credito em R$400,00 ao invez de cobrar esta taxa, o que devo fazer? Adiantaria se eu fosse ao procon? Agradeço sua resposta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mais fácil é para você; para eles interessante cobrarem taxas. Esse desconto não está certo. Pode se tratar de venda casada ou de aplicação de taxas abusivas. Veja primeiro se ela consta de seu contrato com a instituição. Logo após pode tomar as devidas precauções! Abs

      Excluir
  102. Boa tarde, estou com uma parcela de um financiamento atrasada tem 30 dias, ontem dia 10/12/12 eu a emiti com o valor atualizado em 358,00 mais não deu pra efetuar o pagamento devido ao fato de ter parado tarde do serviço e o banco já estava fechado, hoje dia 11/12/2012 vieram me apresentar um outro valor achei muito abusivo de 394,00 eu já paguei outros meses bem mais baratos do que este valor. Achei que está bem abusivo de 1 dia pro outro. O que eu faço devo procurar o procom ou meu advogado? Obrigada Beatriz Moreira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antes de tudo deve procurar o banco para emitir a planilha de calculo. Lá será auferido os juros e demais taxas aplicadas de modo que voce saiba o que compõe o valor. Ai sim, busque o procon, bacen e quiça seu próprio advogado. Abs

      Excluir
  103. oi dr.eu estou enrolado com um banco,dividas de emprestimo,cartão de credito e lins,total da divida é mais ou menos 7.500,pagando pestaçoes no valor de 1.000 por mes,lembrando que meu salario 1.024,por mes.AI EU RENEGOCIEI a divida pagando 455 reais por mes durante 48 meses,ou seja á divida que eu tinha com o banco era de 7.500,agora ela foi para 21.000.EU ESTOU DESESPERADO,não tive escolha ou era isso ou eu ficaria sem meu salario.Mesmo assim estou passando necessidades com tudo isso.tenho 4 filhos e estou com medo.por favor mim ajude á amenizar minha situação.OBRIGADO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola, Marcos. Infelizmente existem muitos brasileiros na sua situação. A voracidade dos bancos conduzem os consumidores a tomarem atitudes assim. A sua saída para isso é uma reorganização financeira: corte gastos surpéfluos, veja se existe bens que você pode se dispor para arrumar capital, veja se existe a possibilidade de arrumar uma outra fonte de renda. São saídas que especialistas no assunto sempre indicam para casos como o seu.

      Junto a isso tudo, busque ajuda na justiça, revisando a taxa de juros e outras que possam ser ilegais ou abusivas. Para isso, necessária ação judicial, que deve ser munida de planilha de cálculo da dívida e contrato do financiamento (todos documentos que o banco tem o dever de dar ao consumidor). Abs e sucesso!

      Excluir
  104. Bom dia... eu tinha uma divída num banco referente ao cartão de crédito que a um ano foi totalmente paga por meio de negociação... agora estou recebendo cobrança desde mesmo banco de uma divída 1.500,00 da qual não sei o que foi. já fui no banco e nem eles acharam no sistema do que se trata. Oque devo fazer?
    Obrigada pela sua atençaõ!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Busque pelo recibo de quitação. Ele é a sua garantia. Abs

      Excluir
  105. Boa tarde, Dr em outubro estava com uma dívida no banco santander de R$8.000,00 na época fiz um acordo de 60x 388,00.Mas não consegui pagar. Achei esse valor muito pesado, pois no final da um total de 23.280,00. O triplo do valor que estou devendo. Hoje liguei para o banco a minha dívida já esta uns 9.500,00. Em menos de 2 meses aumentou 1500,00. Quero muito pagar, mas o valor esta muito alto e o banco não aceita a minha proposta. O que faço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Recomendo voce pegar a planilha de calculo e saber sobre esse aumento absurdo. Logo após, tente levar sua dívida para ooutro banco, que possua juros menores. Estude tb outras modalidades de créditos.

      Mais que isso, é buscar a anulação de clausulas abusivas e taxas ilegais cobradas. Abs

      Excluir
  106. boa tarde sobre taxas de juros a taxa de banco for de emprestimos 7,50% so mês e de 10,89% sobre parcelamento de fatura e de 15.89% sobre pagamento minimo no cartão essa taxa legal ou ilegal.

    ResponderExcluir
  107. Bom dia, eu fiz um empréstimo consignado mais logo depois parei de trabalhar, fiquei devendo o banco e agora voltei a trabalhar, queria saber se o banco continua descontando aquele valor do meu pagamento ja que voltei a trabalhar ou eu tenho que ficar efetuando o pagamento se ser descontado em folha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A princípio sim. Todavia, verifique a sua situação, pois o contrato de empréstimo tem clausulas alternativas de cobrança. Abs

      Excluir
  108. Olá,
    Estou muito preocupado. Adquiri um veiculo no valor de R$ 24.000,00 da seguinte forma. No ato da compra foi dado como entrada 12.000,00 reais. e restante em 48 parcelas de 541,00. Só que estou pagando o valor total do veiculo. a entrada não abateu em nada o valor das parcela. Meu veiculo é financiado pelo Santander. e no carne diz alienação fiduciária.

    minhas duvidas:
    Porque o valor da entrada não foi abatido nas parcelas?
    quais direitos devo ir atras?
    o que devo fazer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. não é que não foi abatido. É que seus juros podem estar altos. Tente pegar a planilha de pagamento do financiamento e entender o que aconteceu. A partir dai é que você pode pedir uma revisão de juros, caso estejam altíssimos. Abs

      Excluir
  109. Boa noite, Ha mais de um ano deixei de pagar meu cartão de crédito,antes de parar de pagar ja tinha pago mais de seis mil reais de juros; hoje devo mais de vinte e tres mil reais, só que porem ja não trabalho mais devido doenças, e não tenho nada na vida, moro de favor, recebi uma conta antiga de dois mil reais e afereci ao banco mas acharam pouco. não estou mais preocupado com meu nome nem com a divida ja tenho mais de 50 anos e doente, que me sugére doutor?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sugiro que cancele todos os seus cartões de crédito. Isso ira fazer parar os juros correntes. Abs

      Excluir
  110. Bom dia, meu cartão excedeu o limite, pode isso ? pois se coloquei um limite ( 300 reis ) deveria ser negada qualquer operação que passe desse valor correto ?
    como devo proceder, procon ?
    Obrigado.

    ResponderExcluir

Obrigado pela participação!